O ENIGMA DO PAPELZINHO – Parte 2

… Ao chegar na cadeia, encontrou Curió, um preso que estava cumprindo pena por ter vendido um terreno no céu para uma velhinha de 90 anos.Curió ficou muito alegre com a chegada de um companheiro. Aqui pra nós, mas este Curió era mesmo um tremendo de um 171. Ele tratou logo de animar a Joãozinho, dizendo que: Aqui até que é animado, e agora com a sua presença, a coisa aqui vai ferver.Mas, me diga, o que foi que você fez para vir parar aqui?

Joãozinho contou tudo o que havia acontecido desde o início e quando foi mostrar o papelzinho, Curió recusou de vê-lo, argumentando que era melhor não ver para não correr o risco de perder o amigo. “- Já pensou passar os dias e as noites aqui sem nos falarmos?” – disse Curió. Dez anos depois, eles tramaram uma fuga. Numa linda noite de lua cheia, Curió fingiu estar morto, o delegado pede ajuda a Joãozinho para tirar o morto dali, numa vacilada do delegado, Joãozinho deu-lhe um soco na nuca causando o desmaio do mesmo. Os dois prenderam o delegado na cela onde eles estavam presos. Joãozinho e Curió tomaram conta da delegacia. Com o distintivo de delegado para Joãozinho e de agente para Curió, os dois fizeram o diabo na delegacia. Como eles precisavam de dinheiro, foram obrigados a se corromperem, e assim, foram de cela em cela para negociar a liberdade de quem pagasse para isso, e ao irem embora, deixaram o delegado preso juntos com os detentos, aí você pode imaginar o que pôde ter acontecido. Talvez foi por isso que o delegado ficou com tanta raiva dos dois. Joãozinho e Curió, agora com o bolso cheio de dinheiro, decidiram viajar para São Paulo.

Depois de um dia de caminhada a pé, chegaram numa pensão onde pediram pousada, mas o dono da pensão lhes disse: ” – Lamento muito, mas eu tenho apenas uma vaga e assim mesmo, junto com outra pessoa num mesmo quarto. Joãozinho falou: “- E agora Curió, o que vamos fazer?  “- Você dorme na cama e eu durmo aqui fora. -  disse Curió. “- Não. -  respondeu Joãozinho. “-Você é quem vai dormir na cama, afinal de contas você é bem mais velho. “- Tá me chamando de velho rapaz? Pois agora é que eu não vou mesmo. – disse Curió. Joãozinho ainda brincou, dizendo: “- Você não quer ir pro quarto porque está com medo do bêbado que vai dormir na cama ao lado. Joãozinho então, resolveu ir dormir na cama, enquanto Curió foi dormir na garagem. Lá pra meia-noite, Joãozinho sentiu uma forte dor de barriga que não deu tempo nem de se levantar da cama: cagou ali mesmo nas calças. E o pior é que ele não tinha  nenhuma calça para trocar. Mas Joãozinho teve uma ótima idéia: tirou a calça do bêbado e vestiu a calça cagada nele e depois foi embora com a calça do bêbado, que por sinal, era igualzinho a sua.

Enquanto isso, o delegado chegou na pousada à procura dos dois fugitivos. O dono da pousada deu toda a ficha de Joãozinho, mas Curió, que dormia na garagem, ouviu toda a conversa e correu pela porta dos fundos para avisar Joãozinho. Sem perder nem mais um segundo, os dois fugiram sorrateiramente. Ao chegar no quarto, o delegado encontrou apenas um bêbado todo cagado que ao segurá-lo para prendê-lo, ficou também cagado, aumentando ainda mais a sua fúria… CONTINUA

Posted in piadas | Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>