Os três filhos de Artur – 38º capítulo

… A princesa havia sido raptada por feiticeiros do reino inimigo e transformada em um dragão. E apenas uma vez por noite, ela se libertava da maldição por aproximadamente uns quinze minutos, para que pudesse apreciar as estrelas e assim manter a sua beleza.

Só o clarão da lua e das estrelas a alimentava e é por isso que ela precisava de quinze minutos da energia desses astros para poder se alimentar, mas o horário para essa alimentação tinha que ser rigorosamente á meia-noite. Então, se André quisesse desencantar a princesa e tirá-la de lá, teria que ser nesse horário, porque é nesse horário que ela deixava de ser dragão.

Mas não iria ser fácil, porque ela era vigiada 24 horas por dia, por 12 dragões e centenas de soldados.

André e o seu amigo, o cavalo-velho, ficaram 3 dias e 3 noites escondidos dentro da mata, traçando planos para invadir o palácio e resgatar a princesa. O rei Apolo, sabendo da dificuldade que André iria encontrar para enfrentar o inimigo, enviou 1000 soldados para ajudá-lo, mas ao chegarem ao local, encontrou os inimigos entrincheirados e bem camuflados, e não levou nem uma hora para que todos os soldados dos rei Apolo morressem. Foi nessa hora que André e o cavalo-velho combinaram um horário em que iriam atacar o exército inimigo. Na hora marcada, os dois partiram para cima do inimigo e em uma hora de luta, haviam matado mais de 500 soldados. Mas aí os 5.000 homens restantes que estavam lá, vieram pra cima dos 2 com tudo, e André e o seu amigo cavalo-velho foram rendidos. De cara, JÁ MATARAM O CAVALO-VELHO e amarraram André… CONTINUA

Posted in novela, Os três filhos de artur | Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>