Os três filhos de Artur – 25º capítulo


… André, ao ver a carta rasgada e ainda recebendo voz de prisão, ficou nervoso e disse: – Quem é você pra dar voz de prisão pra mim seu bêbado? Vou lhe dar uma surra de cinta pra você sarar dessa bebedeira.

André então tirou o seu cinto e começou a bater no chefe dos guardas, quando de repente, chegaram dez guardas, todos com espadas nas mãos. Então todos combinaram de lutar contra André ao mesmo tempo, foi quando o cavalo-velho disse: – Enquanto a briga estava só entre André e o chefe, eu não me  intrometi, mas agora que está dez contra um, irei ter que dar uma ajudinha para o meu amigo. – Então o cavalo entrou na briga dando muitos pontapés e mordidas. Depois de meia-hora de briga, os guardas foram vencidos.

Com toda essa confusão originada entre o chefe dos guardas e André, o rei se enfureceu e ele mesmo pegou a sua espada e veio lutar contra André. Ao ver seus soldados todos no chão, ele disse: – Você parece ser muito valente rapaz, então já que é assim, se você me vencer agora nesta briga, lhe darei o posto de general.

André então respondeu: – Não, senhor. O senhor é o nosso rei e eu não vim aqui pra lutar contra o senhor e sim, lutar para o senhor, contra os invasores deste reino.

-Diga-me quem és – disse o Rei.

-Meu nome é André. Sou filho do grande fazendeiro Artur, seu grande amigo, majestade. – disse André.

André então, rapidamente pegou a carta de apresentação que estava rasgada no chão e mostrou para o rei… CONTINUA

Posted in novela, Os três filhos de artur | Leave a comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.