Os três filhos de Artur – 5º capítulo


… De repente, o urubu-rei pousou em seu ombro e lhe disse: – Boa tarde, senhor Pedro.

Pedro então assustado, indagou: – Como sabe o meu nome?

O urubu então respondeu: – Eu sou o rei dos urubus, sei de tudo. Sei por exemplo, que você leva muita comida em sua bagagem, portanto eu lhe peço encarecidamente, que divida essa comida conosco, caso contrário, a metade desta população de urubus irá morrer de fome.

Pedro, no entanto, mostrou-se insensível, dizendo: – A comida que trago comigo, é para o meu sustento e está em ótimo estado de conservação. Mesmo que estivesse podre, eu não o daria. E também eu iria adorar vê-los todos mortos.

O urubu-rei muito triste, olhou para sua população e disse: – Deixem este homem maldoso pra lá. O castigo dele virá.

Pedro então, seguiu seu caminho. Dias depois, ao passar por uma casa abandonada, notou algo estranho. Ao chegar perto, descobriu que se tratava de um velho cavalo, preso pelas cercas do quintal. O velho cavalo pediu ajuda, mas Pedro, que se achava muito importante, disse que não tinha tempo a perder com aquele reles cavalo que estava à beira da morte, afinal de contas, ele era filho do grande fazendeiro Artur. Pedro então olhou de um modo desprezível para o cavalo e lhe disse: – Boa morte.

Dias depois, Pedro chegou numa linda cidade e hospedou-se num luxuoso hotel. Durante o dia, Pedro aproveitou para se alimentar e descansar. A noite, ele saiu para conhecer a cidade e, novamente, caiu na bebedeira….. CONTINUA

Posted in novela, Os três filhos de artur | Leave a comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.